Presidente do Palmeiras minimiza ‘zoação’ de jogadores do Flamengo: “Se não quer ser provocado, ganhe”

Comandados por Gabigol e Rafinha, os jogadores do Flamengo não perderam a oportunidade de mais uma vez provocar o Palmeiras, relembrando que a equipe paulista não tem Mundial e nem Copinha. Neste sábado (29), o presidente do Alviverde, Maurício Galiotte, falou sobre o assunto e tratou com naturalidade a zoação.

– Se você não quer ser provocado, ganhe. Ganhe que não tem provocação, passa a provocar. Futebol é isso: precisa ganhar para poder fazer as brincadeiras com o adversário. Se não ganha, precisa aguentar as provocações e trabalhar cada vez mais para reverter isso e ganhar -, minimizou o mandatário, prosseguindo:

– Futebol é isso aí. Quem gosta de futebol, trabalha e está no futebol, sabe que faz parte. Quem perde, vai sofrer provocação. Quem precisa avaliar (se passa dos limites) é quem faz as provocações. Mas, no futebol, precisa ter esse tipo de coisa -, completou.

Vale lembrar que os jogadores do Palmeiras também provocaram o Flamengo na comemoração do título brasileiro de 2018. Na ocasião, os atletas passaram por uma loja oficial do clube e fizeram o gesto do “cheirinho”. O Rubro-Negro chegou a ocupar a liderança da competição, mas acabou com a vice-colocação.

Fonte: Coluna do Flamengo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui