Bruno Henrique é parado em blitz e apresenta CNH de SP; perícia vai analisar se documento é falso

O atacante do Flamengo Bruno Henrique foi parado em uma blitz da Lei Seca na madrugada deste sábado (29) na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Ele apresentou uma carteira de habilitação de São Paulo, que não constava no sistema de informática do Detran do Rio. Uma perícia será realizada para saber se o documento é falso ou se houve um erro no banco de dados.

Segundo o delegado Giniton Lages, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), a investigação está em andamento e, caso seja comprovado a falsidade do documento, ele poderá ser indiciado por uso de documento falso. O crime prevê pena de até seis anos de reclusão.

Informações de investigadores dão conta que o atacante teria se recusado a realizar o teste do bafômetro, para descobrir se havia traços de álcool no sangue no momento em que foi abordado na blitz.

Segundo o programa Lei Seca, ele foi multado por dirigir sem habilitação e por ter se recusado a fazer o teste do bafômetro. Depois, Bruno Henrique apresentou um condutor habilitado e retirou o veículo da bitz.

Com lesão no joelho, Bruno Henrique não foi relacionado para o jogo contra a Cabofriense, neste sábado, e também está fora da viagem para Barranquilla, onde o Flamengo estreia na próxima quarta-feira, na Libertadores.

Por G1 e TV Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui