Desequilíbrio físico e disputa no ataque: por que Pedro Rocha ainda não estreou pelo Flamengo

Dos seis reforços do Flamengo para 2020, apenas Pedro Rocha ainda não entrou em campo. E há algumas explicações para isso.

A principal delas foi dada pelo técnico Jorge Jesus, em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 1 sobre o Boavista, que valeu o título da Taça Guanabara. Neste jogo, o volante Thiago Maia, que também não havia entrado ainda, foi titular.

– Ele fazer qualquer posição no ataque. É um jogador muito rápido a pensar e executar. Ele veio com um problema de lesão que o estamos recuperando de pouco em pouco. Joga numa posição onde têm jogado Bruno Henrique e Gabigol – disse Jorge Jesus.

O problema de lesão, na verdade, é um desequilíbrio diagnosticado pelo departamento médico assim que Pedro Rocha chegou ao Flamengo.

+ Landim vê acerto com a Globo como improvável: “A medida que o tempo vai passando, fica mais difícil”

Num nível abaixo dos demais jogadores, ele passou a fazer um trabalho específico para ficar em igualdade de condições e poder atuar em alto nível. Este processo está em fase final – o jogador, inclusive, vem treinando normalmente e sendo relacionado para os jogos.

Questões táticas

Mas a parte física não é a única explicação para a ausência de Pedro Rocha. Jorge Jesus deixou claro que pensa no jogador como substituto imediato de Bruno Henrique ou Gabriel na dupla de ataque idealizada pelo Mister.


+ Thiago Maia celebra estreia e título pelo Flamengo: “Diferente comemorar como torcedor e jogador”

Se a concorrência ainda tem o xará Pedro, há também a cautela de Jesus em escalar os reforços no momento. Ele ressaltou que Pedro Rocha ainda precisa entender melhor os mecanismos da equipe.

– Tenho dificuldade de lhe dar algum tempo de jogo. Mas vão haver muitos jogos, vamos continuar com o Carioca, onde ele vai atuar. A posição dos nossos atacantes requer conhecimento tático com bola e sem bola. Ele anda à procura disso – completou o Mister.

Com a conquista da Taça Guanabara, o Flamengo está classificado para a decisão do Campeonato Carioca. Por isso, Jorge Jesus poderá usar os jogos da Taça Rio para dar mais rodagem ao elenco, especialmente num mês de março com jogos pela fase de grupo da Libertadores. Será a oportunidade para Pedro Rocha ganhar espaço no plantel.

+ Bruno Henrique e Rodrigo Caio respondem sobre recuperação; Jesus torce por ‘milagre’

Por Felipe Schmidt do GloboEsporte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui