Caso de homofobia no Fla-Flu será o primeiro a receber julgamento no Rio de Janeiro

Na última sexta-feira (14), o Flamengo foi denunciado pelo TJD/RJ (Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Estado do Rio de Janeiro, após a torcida ter agido de forma preconceituosa, chamando os tricolores de homossexuais, em tom pejorativo. De acordo com a jornalista Gabriela Moreira, do Globoesporte.com, este será o primeiro caso de homofobia julgado no Rio de Janeiro.

O STJD orientou os tribunais estaduais, as federações, comissões de arbitragem e clubes a observarem manifestações discriminatórias em razão de orientação sexual desde agosto de 2019, mas desde então, não houve denúncias sobre o tema.

Em 2019, o árbitro Anderson Daronco chegou a paralisar a partida entre Vasco x São Paulo pelo Brasileirão, quando a torcida cruzmaltina proveria gritos homofóbicos contra os são paulinos. Porém, o caso foi arquivado após o Vasco ter informado que estava tomando providências em relação ao ocorrido.

O clássico Fla-Flu tem se tornado polêmico no extra-campo no que diz respeito as torcidas. A torcida tricolor passou a provocar os flamenguistas gritando na arquibancada “paguem as famílias” e “time de assassino“. Na ocasião, o tricolor chegou a ser denunciado pelo TJD/RJ, mas o resultado foi apenas uma advertência por parte do Tribunal.


LEITA TAMBÉM:

Publicado por Colunadofla.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui