Fla-NZ suspende atividades em protesto à postura da diretoria em caso dos Garotos do Ninho

O incêndio que marcou o pior dia da história do Flamengo completou um ano no último fim de semana, e a cobrança por justiça segue sendo feita. Por falta de transparência da diretoria rubro-negra no caso, o Consulado FLA-Nova Zelândia decidiu suspender as atividades.

A cobrança é para que o clube possa se enquadrar em caráter integral sobre ações sociais. O comunicado ainda coloca o caso onde as famílias foram impedidas de entrarem no CT como fundamental na decisão de dar uma pausa no que vinha sendo feito.

A nota emitida pelo Consulado Fla-NZ cobra e exige justiça, para que a diretoria do Flamengo possa representar os torcedores nesse momento junto aos familiares dos dez meninos que perderam a vida no dia 8 de fevereiro do ano passado.

Confira o comunicado da Fla-NZ

“Diante dos fatos relacionados ao acidente no Ninho do Urubu e da falta de transparência nas ações da diretoria do Flamengo o Consulado FLA-Nova Zelândia comunica que está suspendendo suas atividades até que o clube se enquadre, em caráter integral, no que é exigido aos consulados e embaixadas: ações sociais.

Os eventos relacionados a obstrução do acesso de familiares ao local do acidente e a declaração do Presidente do clube, justificado pela concentração do time profissional para o jogo contra o Madureira, foram determinantes para a nossa decisão.

A justificativa foi inaceitável e desprovida de qualquer entedimento da situação das famílias. Aos consulados e embaixadas é exigido ações sociais, portanto entendemos que o clube deve agir sob os mesmos parâmetros e demandas.

A discussão do apoio financeiro as famílias e das indenizações devem ser determinadas pela justiça. Debates sobre exigências financeira fora da relação entre Flamengo e as famílias é rasa e inapropriada.

A nós, torcida, nos cabe exigir o comportamento que acreditamos ser o mais adequado para que o clube represente a vanguarda não apenas no campo esportivo, mas também social.

Esperamos poder nos orgulhar do Flamengo não apenas pelas conquistas no campo, mas pela referência social, justa e digna como a Nação espera. Ansiosos aguardamos que a justiça de nosso país seja eficaz e os devidos culpados sejam punidos de acordo com a determinação da lei.

Igualmente, esperamos que a discussão a respeito do acidente seja maior do que valores de indenizações. Acreditamos que o debate deveria ser sobre o que deve ser feito para que tragédia como essa não se repita e qual será a punição a todos os culpados.

Exigimos justiça e exigimos da diretoria do Flamengo que represente junto as famílias a Nação; represente toda a dor e o sentimento que sentimos. Nada vai apagar a perda e o respeito a memória dos nossos atletas. Do outro lado do mundo, continuaremos vigilantes.”

FLA-NZ

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui