Sem Flamengo na TV, Campeonato Carioca custa caro e sofre ‘riscos’

Sem Flamengo na TV

A Rede Globo e o ​Flamengo não entraram em acordo pelo direito das transmissões televisivas do Campeonato Carioca. Sem o Rubro-Negro na TV, as discussões sobre o ‘valor econômico’ dos desgastados estaduais voltaram à tona e reacenderam posicionamentos e contrapontos entre torcedores, emissora e patrocinadores.

Em 2016, o Estadual do Rio de Janeiro valia R$120 milhões, mas após os reajustes decorrentes da inflação passou a valer cerca de R$144 milhões. O montante também foi, por um tempo, influenciado pela concorrência entre a Globo e a Turner. Entretanto, os valores incluíam o Mais Querido e, sem o clube da Gávea, a emissora acaba pagando mais do que a competição vale.

De acordo com o jornalista Rodrigo Mattos, do ​UOL Esporte, se retirar a parcela do Flamengo e o desconto pela não inclusão da equipe no estadual, o Carioca custaria aproximadamente R$100 milhões. O Maracanã lotado de rubro-negros e a audiência televisiva dos flamenguistas inflaciona o valor do campeonato.

A primeira fase da Taça Guanabara (1º turno do Carioca) acabou e o Flamengo chegou à semifinal contra o Fluminense. O Fla-Flu deve acontecer nesta quarta-feira (12), no Maracanã, às 20h30 (de Brasília), sem transmissão televisão. Já Boavista e Volta Redonda, está marcado para o domingo (16), em Bacaxá, às 16h (de Brasília), e a emissora ainda não decidiu se vai transmitir na TV Aberta.

A Globo não tem os direitos para transmitir Flamengo e ​Fluminense e optou por colocar o confronto do subúrbio do Rio para o principal dia de futebol na televisão brasileira – no mesmo dia da Supercopa do Brasil entre o Mais Querido e o Athletico. O objetivo é preencher a programação e cumprir com o contrato com torcedores e patrocinadores.

Há a expectativa de uma nova reunião entre o Flamengo e Globo, mas nada ainda foi definido. Sem o acordo e com o Rubro-Negro favorito em participar das decisões do Carioca, o cenário não deve mudar e os jogos mais atrativos do estadual devem seguir fora da televisão.

A falta de acordo pode gerar, a longo prazo, graves danos financeiros e reavaliação em futuras renovações com outros clubes. A emissora precisa das partidas para encher a programação e para negociar com seus patrocinadores, além de gerar conteúdo para o pay-per-view. Entretanto, é necessário pesar se o Carioca vale R$100 milhões.

Até o momento, a Rede Globo e o Flamengo ainda não marcaram reuniões ou reiniciaram conversas por uma renovação contratual ou ainda para transmissão de jogos individuais. A perspectiva por um acordo positivo é baixa, mas não é nula – cabe aos demais clubes do Rio “torcerem” por um acerto ou podem sentir drasticamente ‘no bolso’.

Publicado em 90Min.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui