Diego fala sobre marco de um ano da tragédia no Ninho: “Usaremos esses garotos como inspiração”

No dia em que a tragédia que vitimou dez jovens atletas da base rubro-negra completava um ano, no último sábado (08), o Flamengo entrou em campo para enfrentar o Madureira pela última rodada da Taça Guanabara. O Mais Querido venceu a partida por 2 a 0, mas o que marcou o jogo foram as homenagens aos Garotos do Ninho que perderam a vida no incêndio. Diego, capitão do Fla, visitou familiares de um dos vitimados antes da partida e disse que, de alguma forma, o elenco usará a memória dos meninos como inspiração.

– É um dia muito especial e um assunto muito delicado. Nós procuramos com palavras e atitudes, demonstrar o nosso respeito pelas pessoas envolvidas diretamente (na tragédia). Nós também estamos envolvidos, mas aos familiares e amigos, nós tentamos transmitir toda a nossa solidariedade e dizer que, de alguma forma, nós usaremos esses garotos como inspiração. Esses meninos que sonharam como eu sonhei e hoje eu tô aqui, disse.

Para Diego, os jogadores precisavam vencer para recordarem dos meninos num momento especial. O capitão completou falando sobre o quanto a tragédia mexeu com todas as pessoas ligadas ao Flamengo e aproveitou para destacar as homenagens feitas por parte da torcida.

– Foi uma situação que mexeu com todos nós e a homenagem dos torcedores foi simplesmente incrível e maravilhosa. E nós (jogadores), precisamos vencer para poder recordar desse dia e desses garotos em momentos especiais como fizemos ano passado e continuaremos fazendo para sempre, declarou.

Antes do jogo, o capitão visitou, por conta própria, os familiares de uma das vítimas da tragédia no Ninho. Na ocasião, Diego levou uma camisa e uma bíblia como demonstração de carinho. Para o camisa 10, essa é uma forma de mostrar que eles não estão sozinhos: “Na posição que eu estou aqui no Flamengo, eu procuro contribuir para que, de alguma forma, esses familiares se sintam amados e tenham a certeza que não estão sozinhos”, finalizou.

Publicado em Coluna do Flamengo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui