Flamengo demora em entrega de documentação e atrasa assinatura de Felipe Cardoso com o Red Bull Brasil

O meia Felipe Cardoso, de 16 anos, ainda não assinou seu contrato profissional com o Red Bull Brasil, mesmo após já ter sido aprovado há mais de uma semana. O Flamengo, que dispensou o jovem no dia 13 de janeiro, ainda não entregou a documentação necessária para o jogador acertar seu vínculo profissional de três anos com o time paulista.

A reportagem apurou, que o Flamengo tem sido cobrado diariamente para que a documentação seja liberada para Felipe Cardoso, enfim, assinar com o novo clube. Os exames médicos já foram feitos, e o atleta foi aprovado em todos, restando apenas o Rubro-Negro carioca finalizar os trâmites.

No sistema da CBF, até a publicação da matéria, Felipe Cardoso ainda constava como jogador do Flamengo. Ou seja, a diretoria rubro-negra não tinha dado baixa na rescisão do “vínculo não profissional”, impedindo o meia de fechar com a nova equipe.

A reportagem entrou em contato com Eduardo Freeland, diretor da base do Flamengo, mas não obteve resposta até a publicação da matéria.

Felipe Cardoso chegou ao Flamengo em janeiro de 2019. Além das boas partidas com a camisa rubro-negra, o meia ficou conhecido por ser um dos sobreviventes da tragédia no Ninho do Urubu, que completará um ano no próximo dia 8 de fevereiro.

No último mês, Felipe Cardoso, junto com outros quatro sobreviventes, foi desligado do Flamengo. Após um período de testes no Red Bull Brasil, o meia foi aprovado e assinará contrato profissional. Bahia, Fluminense e Vasco chegaram a demonstrar interesse no jovem, mas o projeto de carreira do RB foi mais atraente e seduziu o jogador e a sua família.

Por Venê Casagrande no portal O Dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui