Dirigentes do Flamengo podem ser denunciados pelo MP; inquérito sobre incêndio no Ninho está na promotoria

Dirigentes do Flamengo podem ser denunciados pelo MP
FOTO: TOMAZ SILVA /AGÊNCIA BRASIL

Próximo de completar um ano do incêndio no Ninho do Urubu, o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) prevê denunciar os responsáveis pela tragédia até março. O inquérito está em fase final de conclusão na promotoria, e os dirigentes da gestão atual e passada podem ser incluídos na denúncia, de acordo com publicação do jornal “O Globo”.

Ainda de acordo com o veículo, as investigações constataram que os contêineres, que serviam de alojamento para os jogadores da base, foram instalados de forma inadequada. Nesse caso, a denúncia pode responsabilizar a fabricante das estruturas e a incluir entre os denunciados.

Em relação ao Flamengo, pesa o fato de não haver uma brigada de incêndio no Ninho no momento da tragédia. Vale ressaltar, segundo “O Globo”, que as denúncias do Ministério Público do Rio irão envolver todos que tenham contribuído, de alguma maneira, para que a catástrofe acontecesse. Sendo assim, dirigentes da gestão atual e passada e até mesmo funcionários poderão ser denunciados pelo MP.

O incêndio no Ninho do Urubu ocorreu na madrugada do dia 08 de fevereiro de 2019 e vitimou dez jovens das categorias de base do Flamengo, que tinham entre 14 e 16 anos. O Rubro-Negro acertou a indenização com três famílias e também com o pai de Rykelmo, uma das vítimas. Desta maneira, sete processos estão em andamento para o acordo com os familiares dos jovens mortos. Vale lembrar que o clube já se acertou com as famílias dos atletas que se salvaram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui