Grupo de conselheiros do Flamengo propôs emenda ao estatuto para transformar data da tragédia no Ninho em ‘Dia da Memória Rubro-Negra’

Grupo de conselheiros do Flamengo
Na porta do CT George Helal, o Ninho do Urubu, a homenagem de torcedores às vítimas - Severino Silva

Um grupo de conselheiros do Flamengo propôs uma emenda ao estatuto do clube para transformar o 8 de fevereiro, data da tragédia no Ninho do Urubu, em 2019, em “Dia da Memória Rubro-Negra”. O documento foi assinado por 58 sócios e protocolada no Conselho Deliberativo na última sexta-feira.

Como tem mais de 50 assinaturas, o presidente do Conselho Deliberativo, Antônio Alcides, é obrigado a encaminhar o projeto e terá 15 dias úteis pra analisar se é matéria estatutária. Em seguida, tem que abrir para emendas dos outros conselheiros e marcar uma data pra votação.

Segundo apurou a reportagem, as pessoas que assinaram o documento são de vários grupos políticos do Flamengo e independentes. A ideia não é fazer “jogada política” nos bastidores, mas é para a data servir como um dia de reflexão e luto para todos que fazem parte do clube.

Por Venê Casagrande no Portal O Dia

DEIXE UM COMENTÁRIO