Equipe principal do Flamengo estreia com o pé direito, bate de virada o Resende e encaminha classificação no Estadual

Atuações do Flamengo: Pedro muda o jogo
Pedro vibra com companheiros após primeiro gol do Flamengo — Foto: André Durão

DIEGO ALVES (GOL) – Espectador durante grande parte do jogo, foi preciso em dois lances de contra-ataque do Resende. No terceiro, não teve culpa na bola que entrou. Nota 6,5

RAFINHA (LAD) – Disposição nos 90 minutos. Boa trama com Everton Ribeiro, principalmente no primeiro tempo. Teve pouco trabalho na defesa. Nota 6,5

THULER (ZAG) – Jogou pelo lado direito da defesa. Alguns erros nas tentativas de antecipação na linha do meio-campo. Correu risco de expulsão com uma entrada feia no primeiro tempo. Nota 5,5

GUSTAVO HENRIQUE (ZAG) – Ganhou todas pelo alto, na defesa e no ataque. Por pouco não deixou o seu. Na velocidade, assim como Thuler, não acompanhou contra-ataque rápido no gol do Resende, mas sem falha individual. Nota 6,5

FILIPE LUÍS (LAE) – Primeiro tempo com construção de jogadas pelo meio, como ficou marcado em 2019. Mas errou passes e não foi feliz nos cruzamentos. Atuação mediana. Nota 5,5

WILLIAN ARÃO (VOL) – Cirúrgico nos desarmes no primeiro tempo. Neutralizou a maioria das tentativas de contra-ataque do Resende. Caiu de produção na volta do intervalo, entregou passe bobo. Nota 5,5

DIEGO (MEI) – Como de costume, muito participativo. Não se escondeu do jogo e apareceu na saída de bola. Segurou demais a bola em alguns lances e travou o ritmo da equipe. Nota 5,5

[MICHAEL (ATA)] – Entrou pela direita e demonstrou muita vontade. Uma bola finalização e basicamente cruzamentos para a área após o enfrentamento no um conta um. Nota 6

EVERTON RIBEIRO (MEI) – Grande primeiro tempo. Comandou as ações do jogo pela direita, com boas combinações com Rafinha. Diminuiu o ritmo na segunda etapa, deu sinais de cansaço e errou mais. Mesmo assim, saldo positivo. Nota 7

[GERSON – (MEI)] – Outro ritmo ao time. Entrou na segunda meta da etapa final, ganhou praticamente todas as disputas pelo meio e deu consistência ao time. Bom retorno. Nota 7

ARRASCAETA (MEI) – Começou ligado, com duas finalizações perigosas antes dos 15 minutos. Terminou a primeira etapa em bom nível, mas sumiu do jogo depois do intervalo. Nota 6

[PEDRO (ATA)] – Teve estrela e mudou o jogo. Entrou no segundo tempo, apareceu como referência, participou da jogada do gol de empate – contra de Rezende – e terminou com assistência para Bruno Henrique. Nota 8

BRUNO HENRIQUE (ATA) – Começou a 300 km/h. Velocidade, jogadas de efeito e uma bomba no travessão no primeiro tempo. Ficou grande parte do segundo tempo sumido pelo lado esquerdo, mas terminou protagonista: assistência açucarada para Gabriel e o gol que definiu o marcador. Nota 8

GABIGOL (ATA) – Movimentação habitual no primeiro tempo. Teve dificuldades para achar espaços na defesa, mas virou o jogo em cabeceio certeiro. Nota 7

Por GloboEsporte.com 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui