Com Gabigol, Flamengo quebra recorde de valor de transferência pelo quatro ano consecutivo

Com Gabigol, Flamengo quebra recorde de valor de transferência
FOTO: DELMIRO JUNIOR

A reestruturação do Flamengo nos últimos anos é evidente, fator que tem permitido ao clube investimentos de peso. Prova disso é que, desde 2017, o Rubro-Negro vem quebrando consecutivamente os recordes de valores de transferência. Em 2020, foi a vez de Gabigol assumir o topo da lista, ultrapassando o uruguaio Giorgian De Arrascaeta.

A fila foi iniciada por Everton Ribeiro. Contratado ainda na gestão comandada por Eduardo Bandeira de Mello, o camisa 7 custou cerca de € 6 milhões e se tornou a maior compra da história do Fla. O crescimento do Rubro-Negro neste quesito foi tão grande que, atualmente, o valor sequer mantém o habilidoso meia no Top 5 de mais caros.

Em 2018, Vitinho quase dobrou o custo e assumiu a ponta, quando o Flamengo desembolsou um montante em torno de € 11 milhões para trazer o atacante do CSKA. À época, ele chegou como peça de reposição para Vinicius Júnior, maior venda da história do Fla, por € 45 milhões, ao Real Madrid.

No ano seguinte, foi a vez de Giorgian de Arrascaeta assumir o topo da lista. Ao todo, a operação custou cerca de € 15 milhões quando deixou o Cruzeiro para se juntar ao clube da Gávea. Vale destacar que, no mesmo ano, outro investimento de peso foi feito para trazer Gerson, com valor semelhante ao que foi pago por Vitinho.

Neste ano, foi a vez de Gabriel Barbosa se tornar o líder do ranking. A grande diferença em Gabigol em relação aos demais é que o valor pago se justifica pelo que já foi feito com a camisa rubro-negra. Emprestado ao Fla em 2019, o camisa 9 foi artilheiro do Brasileirão e da Copa Libertadores da América, aparecendo, consequentemente, como peça fundamental para os títulos de ambas as competições. Ao todo, o Fla investiu cerca de € 17 milhões por 90% dos direitos econômicos do atleta.

Por Coluna do Flamengo

DEIXE UM COMENTÁRIO