Cria do Flamengo, Lucas Paquetá nega depressão e reforça desejo de seguir na Europa

Vendido pelo Flamengo ao Milan em 2018, Lucas Paquetá não vem tendo sucesso na equipe rossonera e, por vezes, sequer está entre os relacionados nos jogos. Depois de a imprensa italiana noticiar que o meia estaria passando por uma depressão, o jogador resolveu quebrar o silêncio nesta sexta-feira (31) e se manifestou em seu perfil no Instagram.

Na publicação, Paquetá negou que tenha tido depressão e que teria demostrado interesse em retornar ao futebol brasileiro. O meia, de 22 anos, ainda reforçou que está focado “para ajudar o Milan”.

Fala pessoal, passando para agradecer todas as mensagens que recebi nesses últimos dias e para esclarecer para vocês a minha verdadeira situação! Nunca existiu, graças a Deus, nenhuma depressão, nenhuma dor no peito, falta de amigos e desejo de voltar ao Brasil no momento! Fizeram de uma pressão, de uma negociação, tudo isso citado acima! Mas gostaria de agradecer a todos que torcem e se importam comigo. Estou bem, irei continuar fazendo o meu máximo, trabalhando sério, em busca dos meus objetivos, para ajudar o Milan sempre! Obrigado a todos ❤”, escreveu o jogador.

Em entrevista coletiva concedida no último dia 23 (quinta-feira), no Ninho do Urubu, o vice de futebol Marcos Braz foi questionado sobre Lucas Paquetá, desejou melhoras ao jogador, mas descartou qualquer tipo de movimentação para contratá-lo.

– É um jogador que foi criado aqui na base do clube, chegou a jogar pelo profissional e nos ajudou muito. Se transferiu para um clube fantástico na Europa, parece que está tendo problemas lá, mas em nenhum momento pensamos ou tivemos a possibilidade da contratação. Não tem nada, torcemos para que ele possa reviver os bons momentos. Não tem nada em relação a isso -, afirmou Braz.

Por Coluna do Flamengo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui