Torcedor com paralisia cerebral usa Gabigol como inspiração e entrará em campo com o Flamengo

A permanência de Gabigol no Flamengo foi comemorada pelos mais de 40 milhões de torcedores espalhados pelo mundo. Mas um rubro-negro em especial ficou marcado no dia do “fico”: Victor Hugo, de 12 anos, teve as reações efusivas gravadas pela irmã, Isabella Borges. A comemoração do pequeno rubro-negro tem motivo: o camisa 9 é a inspiração para vencer as batalhas da vida diante da paralisia cerebral.

A história de Victor é daquelas de superação maiores que virar uma final de Libertadores em três minutos. Nascido com apenas seis meses após complicação na gravidez da mãe, Ana Paula, foi diagonisticado com sofrimento fetal e teve a retirada precoce tendo apenas 650 g. Devido a prematuridade, enxerga apenas de uma vista, não fala e não consegue andar.

— A paralisa foi grau 4 de um lado e 1 do outro. O caso dele foi muito grave, teve três paradas cardiorespiratórias e precisou ser reanimado. Foi muito complicado. Tive uma depressão muito grande e ajuda da família. Ele faz fisioterapia até hoje, neuroterapia e tem uma série de outros cuidados — conta a mãe, que cria o filho sozinho desde que o pai saiu de casa quando Victor tinha apenas cinco anos.

Victor Hugo mora no Engenho de Dentro, na Zona Norte do Rio, mas nem mesmo a proximidade do Estádio Nilton Santos o fez pensar em outro clube para seguir. A idolatria pelo Flamengo e por Gabigol são quase uma terapia de família. Tanto a mãe quanto a irmã brincam o chamando pelo nome do camisa 9 rubro-negro, despertando no filho respostas imediatas.

— Ele não anda, não fala, mas entende tudo relacionado ao Flamengo. Se perguntar, quem é Gabigol, ele bate no peito. Todo jogo do Flamengo, independentemente do horário, ele fica aceso e não quer dormir. Fica com a mão para cima, para baixo, comemora junto — conta Ana.

No dia 28 de janeiro, Isabella postou o vídeo do irmão nas redes sociais e o tornou uma celebridade. Até a publicação da matéria, são mais de 1,8 milhões de visualizações e mais de 90 mil compartilhamentos. A ação chegou até Gabigol, que respondeu e fez o Flamengo entrar em contato com a família, prometendo levá-lo a um jogo e entrar junto com o camisa 9.

— O Gabigol comentou na publicação da minha filha. Depois, o marketing do Flamengo entrou em contato informando que já tinha combinado com o Gabigol de que iria entrar em campo com o Victor. Eles disseram que iriam entrar em contato — completa a mãe.

O EXTRA entrou em contato com o Flamengo, que confirmou que Victor Hugo entrará junto com a equipe em algum jogo do clube. A data ainda não está confirmada.

E MAIS

Por Marcello Neves em Extra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui