Bruno Henrique relembra final do Mundial e trata com naturalidade: “Fiz o que sempre faço”

Bruno Henrique relembra final do Mundial e trata com naturalidade
FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

O Flamengo teve uma temporada histórica no ano de 2019, com as conquistas do Brasileirão e da Libertadores. Num ano irrepreensível, pode se dizer que ficou faltando apenas a ‘cereja do bolo’, que seria o título do Mundial Interclubes. Nessa competição, porém, o Rubro-Negro ficou em segundo lugar, perdendo para o Liverpool na final, por 1 a 0, mesmo após grande atuação do atacante Bruno Henrique.

Destaque do Flamengo no torneio em Doha, o camisa 27 deu trabalho para a defesa dos Reds e, não a toa, acabou sendo eleito o segundo melhor jogador do Mundial, atrás apenas do Egipcio Mohamed Salah. Em entrevista à FlaTV, Bruno relembrou a atuação e garantiu que trocaria o prêmio individual pelo título para a equipe.

– Eu fiz o que sempre faço. Nas oportunidades que tive, fui para cima e tentei colocar meus companheiros em boas condições de finalizar, tentei finalizar também. Nós fizemos o que fizemos ao longo de todo o ano. Do outro lado tinha uma grande equipe, a gente sabia da dificuldade. O fator jogos pesou, a gente tinha muito mais. Eles estavam no meio da temporada, a gente conversando, ainda fomos para a prorrogação –, disse ele, antes de completar:

– Saímos com o gostinho de que poderíamos ter vencido, mas orgulhosos de tudo que fizemos durante o ano. Eu, particularmente, fiquei feliz por ganhar a bola de prata, um título individual, mas trocaria pelo título para a equipe.

Na atual temporada, Bruno Henrique ainda não estreou. Isso porque, nas rodadas iniciais do Carioca, o Flamengo tem utilizado equipe alternativa, composta sobretudo por atletas do sub-20. Recentemente, o atleta assinou renovação contratual com o Mais Querido, estendendo o vínculo até o fim de 2023.

Por Coluna do Flamengo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui