Na Itália, dirigentes do Flamengo intensificam negociação para contratação de Gabigol

Marcos Braz e Bruno Spindel não assistiram ao 3 a 2 do Flamengo sobre o Volta Redonda, sábado, no Maracanã. O motivo: uma viagem para Itália para tentar chegar a um acerto financeiro com a Inter de Milão e fechar a contratação de Gabigol. Com o artilheiro, já há um acordo.

Nesta segunda-feira, quando o elenco principal se reapresenta no Ninho do Urubu, o camisa 9 ainda não estará presente.

Em agosto, o Flamengo tinha um entendimento com os italianos de pagar 16 milhões de euros por 80% dos direitos econômicos. O tempo passou, Gabigol se valorizou com os títulos, o sinal verde ao clube demorou, e a Inter decidiu rediscutir os valores.

O desejo da Inter é de receber 20 milhões de euros por 100% dos direitos. O Flamengo esticou a corda e sinalizou com 18 milhões de euros por 80%, mas os italianos desejam manter, no máximo, 10% sobre Gabigol. É neste cenário que os dirigentes rubro-negros tentam um desfecho feliz. E com otimismo.

Durante a última semana, em que apresentou reforços no Ninho do Urubu, o vice de futebol Marcos Braz resumiu o que ainda separava Gabigol do Flamengo.

– Valores – afirmou.

Gabigol tinha o desejo de se transferir para a Europa, desde que fosse um clube grande e que lhe permitisse disputar títulos e permanecer em evidência. As propostas que chegaram não foram do nível que ele queria.

Por: Fred Huber e Marcelo Hazan / GE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui