“Hoje tem gol do Babigol”: artilheiro do Macaé conta como Gabigol serviu de inspiração para o apelido

O Flamengo entra em campo para encarar o Macaé, neste sábado (18), sem seus principais jogadores. Isso porque, o elenco principal se reapresenta no dia 27 deste mês. A garotada do sub-20, somada com jovens atletas do profissional, irá ser a responsável por buscar a vitória na estreia da Taça Guanabara, mas tem quem queira atrapalhar os planos rubro-negros.

Matheus Babi, de 22 anos, é cria da base do Macaé e estará em campo para o duelo que começa às 16h (horário de Brasília), no Maracanã. Ele tem se destacado há mais de duas temporadas no clube do Norte Fluminense. Tanto que, ainda em 2018, o jogador recebeu o apelido de Babigol, fazendo alusão ao goleador do Flamengo em 2019, Gabigol, ainda no período que defendia o Santos.

 — Na época [em 2018], quando o apelido surgiu, o Gabigol estava fazendo muitos gols no Santos, então pegou. Eu levo tudo isso na brincadeira, acho engraçado, trato com o alegria. Sem o Gabigol, posso ser o herói da vez assim como os outros companheiros -, disse Matheus Babi, em entrevista ao jornal Extra.

O ”famoso’‘ jogador do Macaé é o artilheiro da competição após marcar quatro vezes em cinco jogos disputados na seletiva do Campeonato Carioca. Assim como Gabriel Barbosa no Flamengo, tem cartazes de “hoje tem gol do Babigol” nos jogos do time Alvianil. Léo Pinheiro, repórter do “FutRio“, comentou sobre o assunto.

— O Babigol tinha recebido essa alcunha na passagem dele no América, embarcando no bom momento do Gabigol no Flamengo. No Macaé, é uma liderança técnica inegável e logo a torcida embarcou. Diferente do Gabigol, o Babi é tímido. Avesso à entrevistas, é de poucas palavras e até mesmo o clube tem dificuldade de manter uma comunicação com ele, por conta dessa discrição -, comentou o jornalista.

Por: Coluna do Fla

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui